fbpx

5 dicas para uma boa gestão

jul 19, 2018

auditto@maples

Blog

3

5 dicas para uma boa gestão

Não é fácil gerir um empreendimento no Brasil. Muita gente ainda se atrapalha e comete alguns erros simples que prejudicam o andamento do negócio por desconhecimento ou negligência. Mas o que não fazer na hora de gerir um negócio? Quais os erros mais recorrentes de gestão? Como corrigir e aprumar o rumo para o sucesso? Com tantas questões comuns que surgem nesse momento, elencamos aqui algumas dicas para as melhores práticas em gestão empresarial. Veja:

1. Não simplifique ou ignore a apuração de resultados

Ainda é comum empresários que procuram consultorias sem saber quanto a empresa gera de resultado, qual o custo fixo do negócio, qual a porcentagem que representa a carga tributária ou quais as obrigações que foram entregues para se cumprir com o fisco. Não se pode ignorar todo esse processo burocrático que existe e esperar que o negócio irá prosperar usando atalhos. “Mesmo que você seja muito competente, ou contrate uma empresa séria que faça isso por você, ainda assim é preciso olhar para os números e tomar as decisões acertadamente. De maneira geral as organizações contábeis são empresas acostumadas a trabalhar para o fisco, não para o empresário. Portanto é necessário se preparar bem previamente em termos de infraestrutura, tecnologia, pessoas, e de conhecimento técnico”, afirma Erick Pomin, CEO da Solutta Consultoria. Ter essas informações na ponta da língua é fundamental na hora de tomar decisõesque vão de encontro às metas traçadas. Com base na apuração de resultados feita de maneira correta, é possível direcionar de maneira precisa os rumos do negócio a fim de atingir os objetivos.

2. Não tenha receio de terceirizar a gestão

Terceirizar a gestão de processos é benéfico para o empresário. Porém, como tudo nesse campo, é preciso atenção. Os maiores riscos são escolher a empresa errada, terceirizar sem critério ou delegar a tomada de decisão estratégica. “Você tem de terceirizar tudo aquilo que é rotineiro, transacional. Mas decisão estratégica não se terceiriza. O empresário deve estar sempre presente no dia-a-dia do empreendimento”, alerta Pomin. Delegar esses trâmites ajuda o empresário a manter o foco no que ele faz de melhor, passando a dedicar tempo e energia em questões que irão alavancar o sucesso do empreendimento.

3. Trabalhe com indicadores confiáveis

Apesar desses pequenos riscos, a terceirização gerencial garante diversos benefícios, como diminuição do custo fixo mensal de uma gestão e fornecimento de indicadores confiáveis, uma vez que se pode se perder muito tempo na formação de equipes e contratação de sistemas de gestão caso tais indicadores não sejam confiáveis. “Grande parte das empresas no país não têm informações de confiança para tomar decisões estratégicas. Quando você terceiriza e faz isso de uma forma bem feita, você acaba economizando em tempo e chegando num bom resultado muitas vezes de forma bem mais barata”, ressalta o CEO.

4. Dedique atenção às pessoas

Um dos grandes custos de uma empresa são as pessoas. Mas também é o grande diferencial. É necessário dedicar tempo e atenção para com o departamento pessoal e as pessoas que trabalham numa empresa. O primeiro ponto é estar alerta quanto à estar em acordo com as normas regulamentadoras (CLT), algo que costuma ser bem complicado no Brasil devido aos detalhes burocráticos. Nesse momento é recomendável saber quem pode fornecer uma boa orientação para não gerar passivos trabalhistas. Outro aspecto importante é ter definido claramente as funções e responsabilidades de cada pessoa e, posteriormente, estabelecer metas e acompanhar o desempenho de cada membro da equipe. Isso ajuda o colaborador a ter foco e deixa claro o que se espera dele. Caso tenha problemas nesse processo, é recomendável procurar uma consultoria especializada.

5. Conheça a fundo o papel da gestão de pessoas

gestão de RH é fundamental numa organização. Em todo empreendimento é imprescindível ter uma estrutura que seja estratégica em relação à gestão de pessoas, que vai desde o recrutamento, seleção e triagem bem feitas até a contratação em definitivo. Porém, é um processo que não termina antes do treinamento. Toda essa estrutura já custa bastante, mas, de acordo com Pomin, “custa muito mais deixar a pessoa errada no lugar errado por muito tempo. Se por acaso acontecer um erro neste processo, então corrija rapidamente, o mais cedo que puder. Identificar a falha logo no começo é crucial para o bom andamento dessa área, que irá impactar em toda a estrutura do negócio. Investir mais no processo de entrada e treinamento é muito mais lógico que esperar perder um cliente, ou perder faturamento, e só corrigir depois, e isso só pode ser feito com uma gestão de pessoas muito bem estruturada, o que é uma tendência”. De fato, a empresa que possui este processo terceirizado tem acesso a uma série de serviços que podem ser contratados em volume e escala maiores, trazendo benefícios para um empreendimento.

Post by auditto@maples

3 Responses to 5 dicas para uma boa gestão

  1. Pingback: Terceirização não é “pejotização” - Solutta

  2. Pingback: A importância da contabilidade gerencial para o negócio - Solutta

  3. Pingback: Coan Contábil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0
0
image
https://solutta.com/wp-content/themes/hazel/
https://solutta.com/
#0066a1
style1
paged
Carregando...
/var/www/solutta/
#
on
none
loading
#
Sort Gallery
on
yes
yes
off
off
off