fbpx

Novo salário mínimo: atenção com o reajuste

Novo salário mínimo: atenção com o reajuste

Por Atracto

Já nas primeiras horas de 2019 o setor empresarial brasileiro teve uma amostra das mudanças que acontecerão ao longo do ano. Em seu primeiro ato como presidente da República, Jair Bolsonaro assinou decreto que fixou o salário mínimo em R$ 998 neste ano. O valor atual é de R$ 954. Esse é o primeiro aumento real em três anos. O decreto foi publicado na terça-feira (1º) em edição extra do “Diário Oficial da União”.

O valor, no entanto, é inferior aos R$ 1.006 aprovados pelo Congresso. A redução se deve à diminuição da expectativa de inflação. Por lei, o salário mínimo é corrigido levando em conta a inflação no ano anterior, calculada pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), e o PIB de dois anos antes.

Para as empresas, é necessário atenção para ajustar os valores de colaboradores domésticos e pró labores e avaliar os salários das categorias. Mesmo que sejam poucas, algumas áreas pagam muito perto do salário mínimo e, neste caso, ninguém pode receber menos que o novo valor decretado.

De acordo com informações do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócioeconômicos (Dieese), o salário mínimo serve de referência para o rendimento de cerca de 48 milhões de trabalhadores no Brasil.

Portanto, os setores de RH e DP das empresas necessitam ajustar os valores de todos envolvidos para atender a nova legislação, que já está valendo. Revisar todos os vencimentos dos colaboradores e funcionários é um dos principais pontos de atenção para as empresas nesse momento, para que as próximas remunerações já venham com os valores atualizados.

Mas isso não é motivo para preocupação. A Solutta, por meio de sua equipe, já atualiza automaticamente os vencimentos dos colaboradores dos clientes quando o salário mínimo é nacional. E mesmo os estados que decretam o salário mínimo estadual, os valores são validados diretamente com os clientes, baseados nas legislações (caso dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

Se você tem alguma dúvida de como proceder com o reajuste do salário mínimo nacional, consulte a Solutta. Sua melhor solução em RH está aqui!

(Colaboração: Giselle Kormoczi, gerente de RH e DP)

Post by Saulo Novaes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0
0
image
https://solutta.com/wp-content/themes/hazel/
https://solutta.com/
#0066a1
style1
paged
Carregando...
/var/www/solutta/
#
on
none
loading
#
Sort Gallery
on
yes
yes
off
off
off