Solutta

Novos negócios 2020: Ainda dá tempo de ter sua própria empresa

O ano de 2020 trouxe muitos desafios e incertezas, ainda mais quando falamos de empresas, tudo ficou bem nublado. Muitas pessoas perderam seus empregos e o descrédito de dias melhores se instalou. Mas fique tranquilo que a notícia é boa, principalmente para novos negócios. 

Isso mesmo, depois de meses de questionamentos, observamos a retomada das atividades comerciais e o aquecimento, mesmo que ainda tímido, da economia, não só nacional, mas também no mundo todo. 

E acredite, esse pode ser o melhor momento para investir em novos negócios, tirando do papel, de uma vez por todas, o tão sonhado empreendimento. Se  você só estava aguardando um momento mais favorável, a hora chegou. 

De acordo com dados fornecidos pela Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia divulgados na Exame em novembro de 2019, a previsão de crescimento do PIB foi de 2,32% com uma projeção da inflação abaixo do esperado -3,26%. Ou seja, uma boa notícia.

Além disso, existem outros fatores que comprovam o excelente momento de olhar com mais motivação para o futuro, como redução de juros histórica, diminuição de riscos, o fortalecimento da confiança das pessoas e os indicadores positivos de recuperação. 

E o que tudo isso quer dizer? Que mesmo o mundo tendo enfrentado uma das mais desafiadoras crises econômicas, hoje, após mais de 6 meses desde o surgimento do Coronavírus, já é possível resgatar ou construir o sonho do próprio negócio. 

Claro que como já falamos por aqui, as relações comerciais não são mais as mesmas e bem provavelmente, muitas das mudanças ocorridas, se solidifique como realidade. Sendo assim, embora o campo para novos negócios esteja fértil é preciso estar atento às tendências de mercado para evitar frustrações e investir de forma assertiva. 

TENDÊNCIAS DE NOVOS NEGÓCIOS PARA 2020

O site ContaAzul fez um levantamento sobre os 15 negócios em alta em 2020. Veja quais são eles: 

1. Alimentação “plant-based”;

2. Cosméticos naturais;

3. Brechós;

4. Corte e costura;

5. Perfumes personalizados;

6. Coworking;

7. Desenvolvimento de aplicativos;

8. Drones;

9. Infoprodutos;

10. Pagamento por aproximação;

11. Microcervejarias;

12. Impressões 3D;

13. Pets;

14. Cafés especiais;

15. Realidade virtual e realidade aumentada.

Olhando para essa lista a gente tem um panorama geral de dois mundos, atividades com foco no desenvolvimento artesanal e personalizado e negócios voltados para tecnologia de ponta. 

Sendo assim, vale a pena fazer uma análise para tentar identificar qual desses nichos tem mais a ver com o seu perfil pessoal e profissional, para seguir no processo de construção da sua empresa. 

O mais importante é saber que existe mercado para variados segmentos e que investindo certo, as chances de sucesso são muito altas. 

NOVOS NEGÓCIOS: COMO ABRIR MINHA EMPRESA? 

Para abrir sua própria empresa, somente ter uma boa ideia, dinheiro para investir e otimismo não batam. Será necessário cumprir com uma série de burocracias que garantirão que seu negócio funcione de forma legal. O que resulta em deveres e direitos. 

Formalizar o seu negócio será essencial para te dar chances de aproveitar essa virada de fase da economia e prosperar da maneira que você tanto deseja. E para isso, você pode contar com o auxílio de uma assessoria contábil especializada. 

Ela te dará suporte para lidar com questões que fogem ao seu conhecimento enquanto empresário.  Estamos falando aqui de Formato Jurídico, Regime Tributário e Porte da Empresa. 

FORMATO JURÍDICO

A ideia é definir em qual tipo de categoria o seu CNPJ vai estar vinculado. Vamos te apresentar os três tipos mais comuns utilizados no cenário brasileiro: 

Empresário individual: neste modelo, estamos falando de uma empresa sem a presença de sócios. 

EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada): nesta modalidade também não existem sócios registrados, mas o que difere do empresário individual é basicamente a separação jurídica dos seus bens pessoais e da sua empresa. Além disso, aqui será exigido que você apresente um capital social cem vezes maior que o salário mínimo vigente. 

Sociedade Limitada: será necessário a presença de pelo menos um sócio registrado e neste caso, não é exigido a comprovação de recursos financeiros mínimos. 

REGIME TRIBUTÁRIO

É a escolha do enquadramento em determinado tipo de regime que irá definir a forma como sua empresa será tributada, ou seja, vai definir quais tipos de impostos você deverá pagar aplicados sobre processos executados em sua rotina, como por exemplo, compra e venda de mercadorias e cálculo de imposto de renda. 

Os três  tipos de regimes tributários existentes são:

Simples Nacional (opção exclusiva para microempresas e empresas de pequeno porte);

Lucro Real (apuração anual e trimestral);

Lucro Presumido. – Para saber mais sobre o passo a passo para abrir sua empresa CLIQUE AQUI. 

VOCÊ ESTÁ PRONTO PARA APROVEITAR A BOA FASE PARA NOVOS NEGÓCIOS? 

Como deu pra perceber as possibilidades existem e basta apenas que você esteja, de fato, disposto a abraçá-las. Mostre-se pronto para aproveitar esse momento: faça um estudo detalhado do nicho que pretende atuar, elabore seu plano de negócios e conte com o suporte de uma contabilidade de alta performance. 

Apostando nesta tríade do sucesso sua empresa tem tudo para chegar em 2021 contabilizando muitas vitórias.

Por Atracto

——————-

Você também pode gostar do artigo Montar o próprio negócio: dicas para ser um empresário de sucesso. 

Sair da versão mobile