Solutta

Os efeitos do orçamento 2021 para o ambiente de negócios

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou na última quarta-feira, 16/12, o texto-base do orçamento do estado de São Paulo para 2021. O Projeto de Lei (PL) 627/2020, enviado pelo governador João Dória, foi aprovado pela maioria dos deputados presentes. A votação, contudo, chamou a atenção por ter recebido forte oposição da direita e também da esquerda.

Em comum, a oposição à diminuição nos gastos com saúde, de R$28 bilhões em 2020 para R$23,7 bilhões em 2021 – representando queda de 15,3%. Ainda, chamou a atenção o aumento nos valores destinados para comunicação institucional, que foi de R$88 milhões em 2020, e que será de R$193 milhões para 2021. Houve ainda diminuição dos recursos destinados à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Os impactos no seu negócio

Qualquer mudança significativa no orçamento estadual pode ter efeitos importantes no dia a dia das empresas. Quando observamos a totalidade do orçamento estadual para 2021, há uma variação de apenas 3% – em 2020 o montante era de R$239 bilhões; para 2021 o orçamento está em R$246,3 bilhões. O que salta aos olhos é a redução no investimento em saúde pública. Essa redução é particularmente relevante quando estamos ainda no curso de um estado de pandemia, que tem posto à prova o sistema de saúde como um todo. 

Ainda vivemos um cenário de incertezas para 2021. Muito embora a vacina tenha sido anunciada, na realidade ainda não é possível precisar qual será o calendário de vacinação. Diante da queda nos investimentos na infraestrutura de saúde, e ante a possibilidade de que o cenário de pandemia irá perdurar até meados de 2021, a expectativa é de que as empresas poderão sofrer com novas restrições para circulação e funcionamento.

Considerando esse cenário potencial, é possível ainda antever impactos negativos nos níveis de absenteísmo nas empresas – que já foram particularmente altos em 2020 em virtude do estado de pandemia.

Como navegar nesse cenário incerto

Observado o panorama orçamentário para 2021, o empresariado deve seguir avançando com prudência. Se por um lado é possível afirmar que a recuperação da economia pode ser impactada pela diminuição dos investimentos no sistema estadual de saúde, por outro lado entraremos em 2021 com a bagagem adquirida em 2020.

Novamente, veremos a capacidade da coordenação de equipes à distância como ponto de grande importância para a performance das empresas. Ainda, seguirão em alta os investimentos em canais eletrônicos de vendas e de atendimento, em detrimento do que chamamos de “economia presencial”.

Na administração do seu negócio, seguirá tendo grande importância a capacidade de operar com robotização de tarefas e com ferramentas que permitam o funcionamento à distância com assertividade e compliance. Outra dica importante é contar com uma contabilidade que reúna o melhor do meio digital, com a experiência de um escritório com mais de 10 anos de mercado. Em 2021, sua empresa precisa da Solutta.

Quer se manter informado sobre as últimas mudanças legislativas? Não deixe de acompanhar a Solutta nas redes sociais.

Sair da versão mobile